segunda-feira, 21 de maio de 2018

Quintais produtivos promovem integração de culturas em Apodi/RN.








A região da areia do município de Apodi/RN, destaque por ser modelo de organização social tem realizado um trabalho muito interessante de valorização do homem do campo e de resgate de algumas práticas exitosas na Agricultura Familiar, o trabalho em destaque faz parte de um conjunto de iniciativas adotadas pelos próprios agricultores com incentivo da COOPAPI e da Associação dos Mini produtores de Córrego e Sítios Reunidos –AMPC, o trabalho consiste em utilizar seus quintais para produção de alimentos, aproveitado muitas vezes as aguas já utilizadas nas atividades domesticas, seria portanto, reuso dessa agua, a referida iniciativa foi denominada de “Quintais Produtivos “ e neles são produzidos diversas culturas. 

A produção é consumida pela família, garantindo segurança e soberania alimentar e o excedente é comercializado junto a compras governamentais como Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, Compra Direta Local e Budega da Agricultura Familiar (cestas orgânicas). 

Em destaque o sistema produtivo do Vice Presidente da COOPAPI Reginaldo Câmara, que ressaltou o seguinte. 

“ É muito gratificante ser parte de uma iniciativa dessa, ao mesmo tempo que estou na gestão da COOPAPI estou cultivando o meu quintal, oportunizando a minha família o consumo de alimento de qualidade e ainda complemento minha renda com a comercialização do excedente, já estamos desenvolvendo algumas receitas à base de alguns itens do quintal, em breve teremos novidades”

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Alunos do Mediotec/EAD - Apodi realizam visita à unidade de beneficiamento de polpa da COOPAPI





                                         *Créditos das fotos: Keila Ferreira


Na tarde desta terça-feira (15/05), alunos do MEDIOTEC (Etec-EAJ) realizaram uma visita as instalações da unidade de beneficiamento de polpa da COOPAPI, a referida visita fez parte das atividades da disciplina de Processamento de Frutas e Hortaliças, o objetivo da atividade é observar “in loco” o processamento pelo qual passa a fruta, até ser transformada em polpa, na oportunidade, acompanharam o fluxograma da polpa de acerola, cajarana e manga, e fizeram aferição do brix das mesmas. 

“É muito interessante atividades dessa natureza, pois oportuniza aos alunos vivenciarem na prática aquilo que foi repassado em sala de aula, é de fácil percepção o encantamento dos mesmos quando realizamos atividades de campo” ressaltou Keila Ferreira, Professora mediadora.

sexta-feira, 4 de maio de 2018

COOPAPI através do PAA realiza entrega de polpa de frutas em instituições de Apodi




Reafirmando o histórico de acesso ao Programa de Aquisição de Alimentos – PAA pela COOPAPI, está em vigência mais um projeto de doação, desta feita o produto em destaque é a polpa de frutas, esse projeto é significativo pelo fato de ser o primeiro projeto de doação de polpa após a conquista do Selo de Inspeção Federal – SIF. 

O referido projeto é de R$ 135.00,00 (cento e trinta e cinco) mil reais, a polpa está sendo entregue em algumas instituições de Apodi e terá vigência de 10 meses.

Ressaltar a importância da CONAB/RN que tem sido uma parceira ao longo desses anos e não tem medido esforços no sentido de orientar na elaboração, aporte de recursos e execução dos projetos.

“ È muito importante dar continuidade no acesso a essas políticas e principalmente com a polpa de frutas, isso representa para a COOPAPI a realização de um sonho” destacou Marto Souza, Presidente da COOPAPI. 

“ È muito gratificante executar um projeto dessa natureza, a polpa é um item bastante procurado nessas instituições, já estamos elaborando outros projetos para atender a algumas instituições que ficaram fora nesse primeiro momento”, Ressaltou Reginaldo Câmara, responsável pela execução do projeto.

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Produtos da Agricultura Familiar de Apodi em destaque.



Participantes do I simpósio internacional de ensino e cultura afro-brasileira e lusitana (Sinafro), como também do II seminário internacional de tecnologia e ensino (Semite), recebem como brindes produtos regionais da Budega da Agricultura Familiar de Apodi/COOPAPI, os eventos ocorreram na UERN/Campus Pau dos Ferros. 

Na foto a Professora Doutora Simone Cabral (apodiense) presenteia o português Luís Rodrigues e a Cabo-Verdiana Rosa Veiga, que levaram a seus respectivos países um pouco de nossas riquezas.

sexta-feira, 20 de abril de 2018

COOPAPI participa de “ diálogos” com o SEBRAE.







A COOPAPI participou no último dia 19/04 (quarta-feira) de uma iniciativa do escritório local do SEBRAE denominada” diálogos” o evento em Apodi aconteceu pela segunda vez, a ideia é realizar um momento onde possa ouvir os diversos segmentos locais e com base nessa oitiva pautar ações para o plano 2018/2019 da instituição, o evento teve como mediador o diretor técnico Doutor João Hélio Cavalcanti e contou com a participação do poder público local e de representações dos ramos de moda, mecânica, gastronomia, comercio e agricultura.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

COOPAPI participa de audiência pública sobre o Plano de contingência dos efeitos das enchentes em Apodi/RN.





Na última quarta-feira (18), a COOPAPI participou de uma audiência pública em Apodi/RN, a referida audiência foi solicitada pela Coordenação Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPEDC e aconteceu na Câmara Municipal de Apodi, na oportunidade foi apresentado o Plano de contingência - PLANCON, 2017/2018 – ENCHENTES. 

A participação em eventos dessa natureza é de suma importância para a COOPAPI, tendo em vista termos nossos cooperados diretamente afetados pelos efeitos das enchentes e parte da produção está com bastante dificuldade para chegar até a cidade, como conhecedores dessa realidade procuramos colaborar com os órgãos públicos que trabalham no sentido de amenizar esses efeitos. 

“ Essa situação que vivemos hoje se dar pelo fato de termos muitas chuvas e isso nos deixa muito felizes, no entanto precisamos nos mobilizar para amenizar alguns efeitos, parabenizo o município, através da defesa civil pela a audiência e nos colocamos sempre à disposição” relatou Marto Souza, Presidente da COOPAPI e participante da audiência.

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Acesso a compras governamentais pela COOPAPI é objeto de pesquisa.





No último dia 12/04/2018 a COOPAPI recebeu a visita da Doutora Cimone Roseno/Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN e do Doutorando Thiago Hector Kanashiro Uehara/Imperial College London – Inglaterra, os mesmos realizam estudos sobre o Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, na oportunidade a Doutora Cimone Rosendo apresentou o resultado de um estudo realizado entre 2013 e 2014 com a experiência de acesso a essa modalidade de compra governamental pela COOPAPI, COOAFAP, APAVA e AQUAPO em Apodi, a mesma relatou que após a pesquisa esteve por um período na Europa levando essa experiência, também mencionou sobre um livro que em breve será lançado sobre essa temática. 

O doutorando Thiago Hector Kanashiro Uehara está fazendo uma pesquisa sobre o acesso ao PAA no pós mudança de governo, a ideia do pesquisador é permanecer em Apodi pelos próximos 20 dia e levantar dados sobre as dificuldades de facilidades de acessar essa modalidade no momento.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Agricultores da AMPC participam de capacitação sobre analise de solo.







Na manhã do último dia 05/04/2018 um grupo de agricultores da Associação dos Mini produtores de Córrego e Sítios Reunidos – AMPC participam de uma capacitação promovida pelo IFRN Campus Apodi, o referido projeto visa realizar apoio aos agricultores camponeses para análise de solos, essa é uma estratégia que visa melhorar a produtividade no campo, através das análises de solo o produtor vai saber exatamente o que sua área vai precisar para ter uma boa produtividade. 

O projeto é uma parceria do IFRN Campus Apodi com associações locais e tem como objetivo oportunizar ações de assistência técnica e extensão rural aos agricultores familiares de Apodi. 

O projeto não terá custo para o agricultor, a ideia dessa ação foi do Professor Francisco Felipe Maia (Coordenador NEPP) e está desenvolvendo com o apoio de Camilo Soares de Medeiros Júnior (Coordenador de Extensão) e Eduardo foi o instrutor da capacitação de coleta de solo. 

Em conversa com o presidente da associação do Córrego Isaac Wallacy e com alguns agricultores capacitados, esse espaço comprovou o nível de satisfação dos agricultores em receber capacitação sobre esse tema. 

segunda-feira, 9 de abril de 2018

COOPAPI recebe missão do Banco Mundial e Projeto Governo Cidadão.




No último dia 04/047/2018 a COOPAPI recebeu uma missão do Banco Mundial e Projeto Governo Cidadã, a referida visita teve como objetivo atestar “in loco” a aquisição de equipamentos via Projeto Governo Cidadão com recursos do empréstimo junto ao Banco Mundial os técnicos inspecionaram os equipamentos e conversaram com alguns diretores da COOPAPI com vistas a avaliar o andamento do cronograma de execução, assim como, itens referentes a prestação de contas dos itens adquiridos. 

Como já informado nesse espaço em postagens anteriores a COOPAPI é Projeto Piloto na Apicultura e tem recebido investimentos para a retomada dessa cadeia na região, essa iniciativa tem dialogado com um recurso conseguido junto a Fundação Banco do Brasil para construção de 01 entreposto de beneficiamento de mel de abelha, desse modo, essa cadeia será potencializada com a construção do entreposto, aquisição de equipamentos e carro para logística e distribuição de colmeias.

terça-feira, 3 de abril de 2018

COOPAPI celebra 14 anos de existência.

 






Na data de hoje, a Cooperativa Potiguar de Apicultura e Desenvolvimento Rural Sustentável – COOPAPI celebra 14 anos de existência, a gênese dessa história, remonta o ano de 1984 com o surgimento do Grupo de Jovens São Pedro - GRUJOSP na comunidade de Córrego, através de Padre Theodoro, com o passar do tempo esses jovens cresceram, constituíram famílias e o grupo deixou de ser esse espaço de expressão, no entanto, o reconhecimento sobre a importância da organização social fez surgir em 1991 a Associação dos Mini produtores de Córrego e Sítios Reunidos – AMPC, instrumento que surgi com a missão de representar os anseios dos agricultores (as) familiares de Córrego e comunidades vizinhas, principalmente no tocante a organização da produção, em que pese às conquistas, ainda existia uma grande necessidade de ser realizado um trabalho consistente com algumas cadeias produtivas, um exemplo era a apicultura, atividade expressiva na região, mas que ainda era praticada de forma arcaica, sem nenhum emprego de tecnologia e manejo adequado, dentro desse contexto, um grupo de entusiasta começa a dialogar acerca da necessidade de buscar melhorias para essa promissora cadeia, surgi doravante, um fórum de apicultores que posteriormente se transformou na Associação Apodiense de Apicultura - ASSAAP, com o advento da associação foi possível conseguir algumas melhorais, processo esse que culminou com a identificação da necessidade de constituição de um instrumento que garantisse a comercialização, pois a parte de organização da produção estava garantida. 

Nesse momento surgi os guerreiros (as) que tiveram a coragem de iniciar e fomentar essa discussão em um cenário totalmente adverso para discutir cooperativismo, a exemplo dos pioneiros de Rochdale no século XVIII na Inglaterra, os pioneiros da COOPAPI encontraram algumas portas fechadas, resistência e desconfiança, isso devido ao histórico negativo de algumas cooperativas na região, desse modo, fizeram um verdadeiro resgate da essência do cooperativismo, esses merecem todos os nossos elogios e reconhecimento. 

Foi preciso mais que coragem para iniciar esse processo, relatam nossos fundadores, que alguns dos 22 guerreiros que iniciaram esse processo não tinham sequer o recurso do capital social para início da sociedade. 

Por todo exposto, concluímos que completar 14 anos evidência a vivência de algumas experiências exitosas e não exitosas, quantos desafios nesses anos, muitos companheiros ingressaram na sociedade, muitos saíram, alguns já não estão no plano terrestre e certamente esse quadro será anos após ano modificado, a COOPAPI é muito dinâmica, não podemos esquecer-nos dos anos de estiagens, esses vêm para testar o fortalecimento da COOPAPI. 

Ressaltar também vários parceiros que apostaram suas fichas no processo de constituição e nos desafios que seguiram a constituição, seja com apoio financeiro, estrutura física ou simplesmente com orientações de como proceder na caminhada. 

Hoje, temos uma organização que de fato tem se consolidado como efetivo espaço de representação desse sonho, iniciado em 1984 e que digamos que teve mais um importante capitulo em 03/04/2004, sem sombra de dúvidas a COOPAPI é aquele espaço que mesmo quem não é adepto do cooperativismo, a reconhece como importante conquista, pois tem buscado formação cooperativista e quando busca assessoria e preços justos para a comercialização da produção, melhora por conseguinte a vida do homem do campo. 

Parabéns COOPAPI, que inúmeras conquistas possam vir posteriormente e que continue sendo essa referência no estado do Rio Grande do Norte.